Terça, 18 de Janeiro de 2022
22°

Poucas nuvens

Rondonópolis - MT

Educação Greve

Mato Grosso Policiais penais decidem greve por tempo indeterminado

Em assembleia geral do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT)

16/12/2021 às 16h31
Por: Raul Site Félix
Compartilhe:
Mato Grosso Policiais penais decidem greve por tempo indeterminado

Em assembleia geral do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), realizada na tarde desta quarta-feira (15) na Praça Ulisses Guimarães, em Cuiabá, os Policiais Penais de Mato Grosso votaram e definiram pela maioria, em votação, pelo estado de greve por tempo indeterminado.

Na reunião, foi apresentada para os servidores da categoria a proposta do Governo Estado de Mato Grosso quanto ao pedido de valorização salarial da Polícia Penal do Estado.

– Estivemos em reunião nesta terça (14) com os secretários na Casa Civil, Mauro Carvalho – de Segurança Pública, Alexandre Bustamante. O deputado João Batista (Pros) e membros da diretoria do Sindicato. E a proposta que foi passada pelos representantes do Governo para a categoria é praticamente a mesma que foi apresentada na última assembleia. Reposição Geral Anual (RGA) de 7% – reajuste salarial de 15,27% e vale alimentação R$450. E a categoria decidiu manter a greve por tempo indeterminado – explica Amaury Neves, presidente do Sindspen-MT.

– Foi deliberado também que o movimento só irá ser paralisado após a categoria aceitar uma proposta, no período em que houver negociações a greve será mantida – ressalta.

A reunião contou policiais penais de vários municípios do Estado. Junto aos membros da diretoria executiva do sindicato – além do Presidente Amaury, o vice, Ricardo Henrique, o Secretário Geral, Lucivaldo Vieira e o advogado Elimar Azevedo Selvático – que deu seu parecer jurídico sobre a ação definida pelos policiais penais.

O Deputado Estadual João Batista (Pros), policia penal de carreira, que vem sendo o porta-voz da categoria com o Governo na pauta da valorização, também esteve presente na assembleia e declarou seu “apoio a decisão da assembleia, que é absoluta, em aderir ao movimento de greve em todo o Estado e reiterou que continuará o trabalho de intermediar o diálogo entre sindicato e o Governo”.

Manifestação

Após a Assembleia, os servidores realizaram uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), onde o líder do Governo na Casa, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), recebeu os Policiais Penais e levantou a possibilidade de contribuir na intermediação da negociação da valorização.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.