Terça, 18 de Janeiro de 2022
22°

Poucas nuvens

Rondonópolis - MT

Polícia R$ 500 MILHÕES

PF apreende carrões de "banqueiros" do crime; quatro são presos

Dois empresários conhecidos de Rondonópolis, de nome ainda não divulgados, são alvos da operação

01/12/2021 às 13h32 Atualizada em 15/12/2021 às 21h24
Por: Raul Site Félix
Compartilhe:
PF apreende carrões de

A Polícia Federal apreendeu, nesta quarta-feira (1º), 10 carros, alguns considerados de luxo, do grupo que atuava como uma espécie de "banco paralelo" para criminosos em Mato Grosso. 

Pelas imagens é possível ver uma Land Rover,  Mercedes GLE 400 e outros veículos de luxo. Ainda não foram confirmados todos os modelos dos carros apreendidos pela Polícia Federal. 

Até o momento, a operação realizou quatro prisões em flagrante, 3 por arma de fogo e uma por armazenamento e manipulação de 420 kg de defensivos agrícolas irregulares. 

A maioria dos alvos da operação está em Rondonópolis. Ao todo, a PF cumpre 29 mandados de busca e apreensão. São 23 em Rondonópolis, 4 em Cuiabá, um em Paranavaí (PR) e um em Santana do Araguaia (PA).

De acordo com o delegado Jener Alberto da Gama Barroso, 15 pessoas estavam com participação efetiva nos crimes. Entre as ações estão roubos e vendas de cargas agrícolas, tráfico de drogas, denúncia de criminosos e até produção de boletins de ocorrências falsos.

 

Dois principais alvos são empresários de Rondonópolis e bastante conhecidos na região, segundo o delegado. 

 

Segundo as investigações, foram movimentados R$ 500 milhões no esquema. Somente os dois principais alvos fizeram movimentações que superaram R$ 220 milhões. Valores incompatíveis com as fontes de receitas dos acusados.

 

As empresas de fachadas são do ramo do agronegócio, transporte e do ramo imobiliário. Elas não possuíam nenhum funcionário registrado e indicavam endereços inexistentes.

 

Os investigadores não encontraram justificativa lícita para a movimentação dos altos valores movimentados pelas empresas de fachadas e laranjas. Os dados de Pessoa Física e Jurídica laranjas eram usados para ocultar a origem e destino dos valores. 

 

Veja o vídeo:

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.