Sábado, 04 de Dezembro de 2021
34°

Pancada de chuva

Rondonópolis - MT

Especiais LGBT FORA DE PAUTA

Deputado manobra e projeto para criar conselho é adiado de novo Texto deveria ser votado na sessão desta terça-feira (16), mas agora não tem data para entrar na pauta

O projeto, que deveria ser analisado na sessão vespertina desta terça-feira (16), foi retirado de pauta pela Mesa Diretora e não tem data para ser analisado.

17/11/2021 às 09h30
Por: Raul Site Félix
Compartilhe:
Deputado manobra e projeto para criar conselho é adiado de novo Texto deveria ser votado na sessão desta terça-feira (16), mas agora não tem data para entrar na pauta
CÍNTIA BORGES
DA REDAÇÃO

O deputado estadual Sebastião Rezende (PSC) conseguiu, mais uma vez, adiar a apreciação do projeto de lei que prevê a criação do Conselho Estadual LGBT em Mato Grosso. 

 

O projeto, que deveria ser analisado na sessão vespertina desta terça-feira (16), foi retirado de pauta pela Mesa Diretora e não tem data para ser analisado.

 

O adiamento ocorre após uma “manobra regimental” em que o parlamentar, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos, Direito das Mulheres, Cidadania, Amparo à Criança, ao Adolescente e ao Idoso, pede o adiamento.

 

A justificativa de Sebastião é de que uma reunião entre os membros da comissão foi agendada para ocorrer na manhã da próxima segunda-feira (22) para avaliar a criação do Conselho.

 

"Solicita a vossa excelência, que seja retirada de pauta da próxima sessão plenária o projeto de lei 862/2021 porque esta comissão já convocou seus membros para discutir o projeto na 3ª reunião extraordinária no próximo dia 22/11/2021 (segunda -feira), às 10h 30, na sala das comissões 202", argumentou o parlamentar.

 

Essa é a segunda vez, nesta legislatura, que o deputado, que é evangélico, consegue adiar a votação para a criação do conselho. A primeira vez foi por meio de um pedido de arquivamento feito no fim de outubro.

 

Após pressão da comunidade LGBTQIA+ e de parlamentares, o projeto voltou à discussão e foi aprovada a dispensa de pauta. 

 

Se aprovado em duas votações, o projeto vai para sanção do governador Mauro Mendes (DEM), autor da mensagem.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.