Sábado, 04 de Dezembro de 2021
34°

Pancada de chuva

Rondonópolis - MT

Saúde Rede municipal:

Rede municipal: Retorno 100% ainda indefinido Enquanto isso, as escolas da rede municipal de ensino continuam funcionando no sistema híbrido

Enquanto isso, as escolas da rede municipal de ensino continuam funcionando no sistema híbrido

22/10/2021 às 20h52
Por: Raul Site Félix
Compartilhe:
O retorno das aulas presenciais no município, em sistema de rodízio, ocorreu em agosto deste ano (Foto – Arquivo)
O retorno das aulas presenciais no município, em sistema de rodízio, ocorreu em agosto deste ano (Foto – Arquivo)

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) ainda não tem uma definição a respeito do retorno 100% das aulas presenciais nas escolas da rede municipal de Rondonópolis. Enquanto isso, as escolas continuam funcionando no sistema híbrido e é possível até que as aulas no sistema 100% presencial fiquem para o ano que vem, já que o ano letivo está no final.

Diferentemente da rede estadual, que retomou as aulas 100% presenciais na última segunda-feira (18), as escolas da rede municipal estão funcionando em sistema híbrido, com turmas se revezando nas salas de aula, com parte dos alunos indo para a escola numa semana e outra parte na semana seguinte, enquanto aqueles estudantes cujos pais optaram por continuar com as aulas online continuam estudando em casa.

Para aqueles que voltaram às salas de aula, foram montados esquemas de segurança sanitária que evitam aglomerações nas horas dos lanches e refeições e durante as brincadeiras em grupo. Um outro esquema montado nas escolas garante que também não haja aglomerações no momento da saída das aulas, com os alunos saindo das salas conforme os pais forem chegando na portaria das escolas.

 

Enquanto isso, as escolas da rede estadual no regime presencial, com todos os alunos de volta às salas de aula, à exceção daqueles que possuem comorbidades.

O argumento da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para o retorno dos alunos para as escolas é a diminuição de casos de infecção e mortes pela Covid-19 no estado, além da vacinação da maioria dos profissionais da Educação. O fato de as escolas estaduais trabalharem com um público com um pouco mais de idade do que a rede municipal também contribui com isso, já que parte dos adolescentes entre 12 e 17 anos já começou a receber a vacina contra o coronavírus.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.