Banner Tropical
Banner Record
Caos

Caos atual também seria reflexo, segundo informações, pelo fato do HR não receber mais os pacientes de ortopedia e traumatologia transportados pelo Samu

HR não atende demanda: Caos no atendimento traumato-ortopédico

Raul Site

Raul SiteSite de notícias de Rondonópolis e Mato Grosso - Jornalismo Online | Diretor Raul Félix Site.

19/09/2021 18h28Atualizado há 4 semanas
Por: Raul Site Félix
Caos atual também seria reflexo, segundo informações, pelo fato do HR não receber mais os pacientes de ortopedia e traumatologia transportados pelo Samu (Foto – Montagem/Arquivo)
Caos atual também seria reflexo, segundo informações, pelo fato do HR não receber mais os pacientes de ortopedia e traumatologia transportados pelo Samu (Foto – Montagem/Arquivo)

Atualmente, pacientes que dependem de atendimento em ortopedia e traumatologia em Rondonópolis vêm enfrentando muitas dificuldades. Isso porque o Hospital Regional de Rondonópolis, conforme alegam autoridades políticas da cidade e o prefeito José Carlos do Pátio, não atende mais a demanda existente, deixando pacientes aguardando até por meses por uma cirurgia que deveria ter sido realizada de forma emergencial.

O caos atual também seria reflexo, segundo informações repassadas ao A TRIBUNA, pelo fato do Hospital Regional não receber mais os pacientes de ortopedia e traumatologia transportados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Para receber atendimento do HR, os pacientes precisam ser regulados, ou seja, devem primeiro ser encaminhados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde será avaliado e então será solicitada a sua transferência.

O problema é que muitos desses pacientes acabam passando muito tempo aguardando uma vaga no HR, que não consegue atender a atual demanda, e permanece na UPA, onde não há uma estrutura adequada para o atendimento ortopédico e traumatológico, mesmo porque, esse tipo de atendimento, considerado de média e alta complexidade, deve por lei, no sistema tripartite, ser fornecido pelo Governo do Estado.

A situação já está sendo debatida por deputados e vereadores da cidade, que buscam uma solução para o problema. A Comissão de Saúde da Câmara Municipal chegou a solicitar apuração do Ministério Público de Mato Grosso sobre a falta de atendimento adequado aos pacientes da ortopedia.

O vereador Jonas Rodrigues foi outro que denunciou a situação e cobrou ação do poder público, bem como o deputado estadual Thiago Silva, que encaminhou ao Governo do Estado pedido para construção de um novo hospital regional em Rondonópolis pelo fato do atual não conseguir atender a demanda.

O deputado Delegado Claudinei, conforme ampla reportagem veiculada pelo A TRIBUNA em sua edição desta sexta-feira, também esteve na Secretaria Estadual de Saúde para tratar do assunto.

Para tentar contornar o problema com os pacientes ortopédicos, o prefeito José Carlos do Pátio, disse que está fazendo o possível para atender a demanda, mesmo não sendo de sua responsabilidade. O município está bancando, por meio de convênio com um hospital de Cuiabá, a cirurgia de parte dos pacientes que aguardam vaga no HR. “Eu não posso deixar as pessoas sofrendo. Tenho feito muito além da minha parte e não vejo o Estado ajudar”, disse Pátio recentemente em entrevista coletiva na Prefeitura de Rondonópolis.

Naquela ocasião, Pátio citou como exemplo que o Estado, por meio do Hospital Regional, tem deixado de atender pacientes com aneurismas e que não podem esperar na fila de cirurgias, pois até correm risco de morte. “O Regional tem que abrir as portas para atender casos de aneurismas. O Estado não está cumprindo com o papel com a alta complexidade”, destacou o prefeito.

 

Pátio disse ainda que irá exigir que o HR mantenha as portas abertas para receber os pacientes de média e alta complexidade e anunciou que irá entrar com uma ação civil pública para garantir o atendimento dos pacientes.
Outra medida que foi anunciada pela Secretaria Municipal de Saúde, no início deste mês de setembro, foi a abertura de 13 leitos, sendo um deles com equipamentos de estabilização de pacientes, para atender traumato-ortopedia. Os leitos foram abertos de forma emergencial no Hospital Municipal Antônio dos Santos Muniz para manter os pacientes que aguardam encaminhamento para o Hospital Regional.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o estrangulamento na realização de cirurgias de alta complexidade, como é o caso da ortopedia no Hospital Regional, que é referência para o atendimento de pacientes de 19 municípios da região, tem levado a Prefeitura de Rondonópolis a assumir responsabilidades que, por lei, não são suas. No caso da ortopedia, por exemplo, o município, para amenizar o sofrimento das pessoas, já “bancou” com recursos próprios diversas cirurgias de pacientes em um hospital em Cuiabá.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Rondonópolis - MT
Atualizado às 13h55
29°
Pancada de chuva Máxima: 31° - Mínima: 22°
28°

Sensação

8.5 km/h

Vento

39.5%

Umidade

Fonte: Climatempo
Faculdade Fasip
Malay Hotel
Defesa da mulher
Municípios
Banner Sessão Esportes
Últimas notícias
Banner Sessão Entretenimento
Mais lidas
Banner lateral interna posição 4
Ine3xa posição 5