Banner Record
Banner Tropical
CRIME EM TANGARÁ

"Nunca imaginei que ele faria uma coisa dessa", diz mãe de vítima

Nádia Mendes Vilela foi baleada por três tiros pelo ex-namorado, José Marcondes Neto, o "Muvuca"

Raul Felix

Raul FelixSite de notícias de Rondonópolis e Mato Grosso - Jornalismo Online | Diretor Raul Félix Site.

30/06/2021 14h43Atualizado há 4 meses
Por: Raul Site Félix
Fonte: https://www.midianews.com.br

A mãe da empresária Nádia Mendes Vilela, baleada com três tiros pelo jornalista José Marcondes Neto, o "Muvuca", nesta segunda-feira (28) em Tangará da Serra, ainda está muito abalada com o crime. 

Na tarde desta terça (29), a autônoma Sônia Mendes Vilela, de 60 anos, falou rapidamente com a reportagem do MidiaNews

Na conversa de poucos minutos, ela demonstrou estar angustiada com a tentativa de feminicídio que terminou no suicídio de Muvuca, que não aceitava o fim do relacionamento com Nádia.  

Sônia também não escondeu sua revolta com o crime. "Nunca imaginei que ele iria fazer uma coisa dessas", disse.

Nádia está internada em estado grave no Hospital Santa Ângela, em Tangará. De acordo com a mãe, ela precisou ser intubada na tarde de hoje. 

Ela tem que ficar na UTI, mas Deus há de abençoar que ela vai sair dessa

Muvuca disparou quatro vezes contra a ex-namorada. Três das balas acertaram o tórax, a mão - quando ela tentou se defender -, e a mandíbula. 

 

Um funcionário da drogaria de Nádia afirmou que o tiro que acertou o rosto ricocheteou, ferindo o queixo e a bochecha da empresária. 

 

Apesar da gravidade do ocorrido, Sônia acredita que a filha vai ficar bem. 

 

"Intubaram ela hoje, mas acho que ela vai sair dessa. Ela tem que ficar na UTI, mas Deus há de abençoar que ela vai sair dessa". 

 

Família em choque 

 

Nervosa, a autônoma não consegue sequer explicar como tudo aconteceu. 

 

"Não sei nem te explicar como é que foi. Ainda estou muito nervosa, estou sem dormir", resumiu. 

 

A reportagem tentou ouvir sobre possíveis indícios de que Nádia vivia um relacionamento abusivo com Muvuca, mas Sônia preferiu não se manifestar. 

 

O crime

 

Muvuca e Nádia estavam separados há cerca de 30 dias, mas o jornalista não aceitava o fim do relacionamento. Conforme relatos de testemunhas, era comum que Muvuca ligasse na drogaria na tentativa de falar com a ex-namorada.  

Até que na manhã de ontem, ele foi até a drogaria em Tangará da Serra e pediu para conversar com ela.  

De acordo com funcionários, Muvuca chegou calmo, subiu em uma balança para se pesar e cumprimentou trabalhadores do local.  

Em seguida, pediu para conversar com Nádia. Eles foram para os fundos da drogaria, onde havia uma sala.  

No local, o jornalista sacou a arma e atirou contra a ex-namorada, que correu para fora do local.  

Conforme testemunhas, Nádia tentava se esconder em um banheiro quando foi alvejada com três tiros. Ela engatinhou ferida para fora da drogaria.  

Após disparar contra a empresária, Muvuca atirou na própria cabeça.  

O crime foi registrado por câmeras de segurança.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Rondonópolis - MT
Atualizado às 12h51
29°
Pancada de chuva Máxima: 31° - Mínima: 22°
29°

Sensação

6.2 km/h

Vento

40.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
Faculdade Fasip
Malay Hotel
Defesa da mulher
Municípios
Banner Sessão Esportes
Últimas notícias
Banner Sessão Entretenimento
Mais lidas
Banner lateral interna posição 4
Ine3xa posição 5