Banner Record
Banner Tropical
RASTRO DE DOR

Campeão de fisiculturismo morre de Covid aos 67 anos em MT

Edson Ogawa estava internado há mais de duas semanas em uma UTI em Rondonópolis

Raul Felix

Raul FelixSite de notícias de Rondonópolis e Mato Grosso - Jornalismo Online | Diretor Raul Félix Site.

07/06/2021 12h52Atualizado há 2 semanas
Por: Raul Site Félix
Fonte: Raul Felix - www.jornalmt.com.br | www.anoiteafora.com.br

Campeão em 45 competições, o fisiculturista Edson Ogawa, de 67 anos, morreu de Covid-19 na manhã desta segunda-feira (7) em Rondonópolis (a 214 km de Cuiabá). Ele estava internado em uma UTI da cidade há mais de duas semanas.  

O atleta chegou a ter 60% do pulmão comprometido pela doença e precisou ser intubado. Ele também teve complicações nos rins. 

Há três décadas, Edson era proprietário de uma academia em Rondonópolis, a Marathon, e chegou a ser campeão paulista de braço de ferro.  

Era conhecido como pioneiro no fisiculturismo no Município.  

O fisiculturista era tricampeão mato-grossense na modalidade, títulos conquistados entre 1993 e 1995.   

A morte gerou comoção entre amigos e familiares. 

Estou muito triste por perder um amigo, um amigo para qualquer hora, infelizmente meu mestre Edson Ogawa não resistiu a esse vírus maldito, que Deus te receba meu amigo e conforte a sua família e nós amigos. Postou em sua rede social, Alcenio Ferreira.

"Agora já é demais para mim. Meu pai, minha mãe, Seu Cruz, seu Zinho e, agora, meu querido Edson Ogawa. São muitas perdas significativas em pouco tempo, não tem estrutura que aguente. Edson foi como pai para mim quando cheguei em sua academia aos 16 anos. Me ensinou tudo, com o passar dos anos começamos a treinar juntos", escreveu Gentil Junior. 

"Hoje recebi a triste notícia do falecimento do meu amigo Edson Ogawa... Um dos grandes competidores e campeão nacional do fisiculturismo... Mais uma vítima da Covid. Que Deus conforte o coração de amigos e familiares", lamentou também Ozeias de Souza.

 

Edson, que nasceu em Pirajuí (SP), deixa esposa, três filhos e uma neta. Um dos filhos e a mulher estão internados com a doença.

 

Ele morava em Rondonópolis desde o início dos anos 90.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.