Banner Tropical
Banner Record
"ÁGUA E ÓLEO"

Jayme cita briga de Emanuel e Mendes e nega convite de filiação

Notícias davam conta de que senador convidou prefeito para o DEM, mas ele negou episódio

Raul Felix

Raul FelixSite de notícias de Rondonópolis e Mato Grosso - Jornalismo Online | Diretor Raul Félix Site.

02/06/2021 09h17
Por: Raul Site Félix
CÍNTIA BORGES
DA REDAÇÃO

O senador Jayme Campos (DEM) classificou como “fake news”, nesta terça-feira (1), as informações de que ele teria convidado o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) para se filiar ao Democratas.

 

Informações davam conta de que o parlamentar teria se encontrado com Emanuel em um jantar, no último final de semana. No encontro, teria ocorrido com convite.

 

Ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real, Jayme confirmou o encontro, mas disse que foi Emanuel quem questionou a ele e ao irmão, o ex-senador Júlio Campos, sobre a possibilidade de integrar a sigla. 

 

“Eu tenho 70 anos, mas estou lúcido, perfeito. Vários assuntos foram conversados e no decorrer do encontro Emanuel indagou ao Júlio e a mim sobre como víamos a vinda dele para o DEM”, contou.

 

Não teria nenhum fundamento ter o Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro no mesmo partido. É a mesma coisa que água e óleo. Não dá

“E eu respondi: ‘Ora, normal. Até porque eu sempre fiz política ciscando para dentro. Eu não tenho nada contra o senhor’”, disse Jayme.

 

O senador, no entanto, disse que ponderou ao prefeito que não teria fundamento integrar um partido cujo o maior seu adversário político é um dos dirigentes. No caso, o parlamentar se refere ao governador Mauro Mendes (DEM), com que Emanuel não se dá bem.

 

“Isso é uma decisão partidária. Não teria nenhum fundamento ter o Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro no mesmo partido. É a mesma coisa que água e óleo. Não dá”, afirmou.

 

Questionado se Emanuel estaria se oferecendo para integrar a sigla, Jayme negou.“Ele me indagou. Não acho [que ele estaria se oferecendo]. Foi uma dúvida que ele queria tirar”, disse.

 

Dança das cadeiras

 

Desde o fim da eleição municipal de 2020, uma possível mudança de partido por parte de Emanuel vem circulando na imprensa. 

 

À época, Emanuel se mostrou descontente com o comportamento de parte do MDB com a falta de apoio a sua candidatura à reeleição.

 

Por sua vez, havia rumores de que Mendes também poderia deixar o DEM. A possibilidade, no entanto, foi descartada pelo ex-senador Júlio Campos em uma reunião recente entre os democratas.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.