Banner Record
Banner Tropical
“R$ 20 MILHÕES”

Mendes cita gastos de Taques com voos e defende compra de aeronave

Executivo compra aeronave para Sesp no valor de R$ 7,7 mi; valor é proveniente de ações penais

Raul Felix

Raul FelixSite de notícias de Rondonópolis e Mato Grosso - Jornalismo Online | Diretor Raul Félix Site.

28/04/2021 12h55
Por: Raul Site Félix
Fonte: https://www.midianews.com.br

O governador Mauro Mendes (DEM) rebateu as críticas que recebeu, na última semana, pela compra do Estado de uma aeronave seminova, em parceria com o Poder Judiciário, no valor de R$ 7,7 milhões.

 

A aquisição foi publicada pela Secretaria de Segurança, no dia 1º de abril, no Diário Oficial do Estado. A publicação diz que a compra, junto à empresa South Regional Aviation Enterprise, foi feita por inexigibilidade de licitação. O valor de R$ 7,7 milhões é proveniente de ações penais que tramitaram na Sétima Vara Criminal de Cuiabá.

 

A aeronave estará à disposição do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e atenderá o Estado e o Poder Judiciário.  

 

Em conversa com a imprensa, Mendes citou que o valor da compra trará economia ao longo dos anos e citou como exemplo o fato de o ex-governador Pedro Taques ter gastado R$ 20 milhões em táxi aéreo.

Criticar todo mundo critica. O ex-governador anterior gastou quase R$ 20 milhões em táxi aéreo andando pelo Estado

 

“Criticar todo mundo critica. O ex-governador anterior gastou quase R$ 20 milhões em táxi aéreo andando pelo Estado de Mato Grosso. Eu ando para baixo e para cima, vou a São Paulo, Brasília e sempre em voo de carreira. Se olhar o que nós gastamos, é muito pouco”, disse.

 

“Esse avião foi comprado por meio de um TAC com o Tribunal de Justiça para Segurança. Claro que vou poder usar. Existem situações que você precisa. Outro dia precisei ir a Brasília em uma reunião importantíssima e não tinha mais passagem. Eu não ia? Então, existem situações que justificam você ter uma aeronave”, acrescentou.

 

Segundo Mendes, o avião vai ajudar no transporte de pacientes para outros estados, especialmente porque há situações em que o Estado é intimado a cumprir decisões judiciais de transporte.

 

De acordo com o governador, Mato Grosso pagava em torno de R$ 2 milhões por mês só com UTI aérea.

 

“Então, as pessoas gostam de criticar, mas não analisam o contexto. Tem que olhar que as medidas que alguns criticaram consertaram Mato Grosso. Temos um Estado que faz tudo isso e muito mais graças a essa coragem que eu tive de fazer o que é correto”, afirmou.

 

“Então, estamos fazendo o que é correto ao Estado. Isso traz economicidade, eficiência, e vamos continuar fazendo aquilo que é melhor. E tenho absoluta convicções de que algumas decisões que trazem resultados, sempre serão criticadas. Mas não vou deixar de fazer”, completou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.