Banner Tropical
Banner Record
ISENÇÃO E RGA

Botelho deve colocar pautas em votação na 2ª semana; parlamentares defendem derrubada

Vetos polêmicos do Governo vão ao plenário da AL em fevereiro

Raul Site Félix

Raul Site Félixwww.jornalmt.com.br | www.anoiteafora.com.br é um portal sobre notícias e entretenimentos. O empreendimento surgiu de uma ideia do diretor (Raul Félix) no ano de 2010, de se fazer um portal sobre notícias, entretenimento, cultura, Enquetes, Política, Educação, Esportes, Polícia, festas, shows e eventos.

31/01/2021 15h05
Por: Raul Site Félix
Fonte: https://www.midianews.com.br/

Dois vetos do Governo do Estado a projetos polêmicos aprovados pela Assembleia Legislativa devem entrar em pauta na Casa de Leis na segunda semana de fevereiro.

 

Tratam-se do Projeto de Lei Complementar (PLC) 36/2020, que trata da ampliação da faixa de isenção previdenciária a aposentados e pensionistas, e o Projeto de Lei (PL) 971/2020, que dispõe sobre a Revisão Geral Anual dos servidores do Judiciário.

 

Os dois projetos foram alvo de discussões polêmicas no plenário e foram aprovados no final do ano passado. A previsão entre a maior parte dos parlamentares é de que ambos os vetos sejam derrubados no plenário.

 

Na semana passada, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (DEM), afirmou que caso a derrubada dos vetos ocorra, já prevê um longo imbróglio judicial em torno dos dois temas, uma vez que o Governo deve acionar a Justiça para impedir que as duas medidas passem a valer.

 

Decisão jurídica não é uma ciência exata, é interpretação. Um jurista avalia de uma forma, outro avalia de outra e isso aí vai desaguar lá no STF

Botelho garantiu, porém, que caso isso se estabeleça, a Procuradoria da Assembleia Legislativa irá defender a decisão do plenário na Corte Superior. 

 

“Decisão jurídica não é uma ciência exata, é interpretação. Um jurista avalia de uma forma, outro avalia de outra e isso aí vai desaguar lá no STF [Supremo Tribunal Federal] e lá que será decidido”, disse, na ocasião.

 

PLC 36

 

De autoria do deputado Lúdio Cabral (PT), o projeto amplia a isenção da alíquota previdenciária a aposentados que recebem até o teto do INSS, que hoje é de R$ 6,1 mil.

 

Atualmente, os aposentados e pensionistas do  executivo estadual que recebem acima de R$ 3 mil são taxados com 14% de contribuição previdenciária .

 

Ao vetar, o governador Mauro Mendes (DEM) seguiu o parecer da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), que cita “vício de iniciativa, por se tratar de norma cuja competência é exclusiva do governador do Estado”.

 

A PGE ainda salientou a “inconstitucionalidade da matéria, por instituir ato que configura renúncia de receita, sem, em contraponto, apresentar previsão de estimativa de impacto orçamentário-financeiro”.

 

Lislaine dos Anjos/MidiaNews

Dilmar Dal Bosco

Líder do Governo na AL, deputado Dilmar Dal'Bosco, que já havia criticado a aprovação da PLC 36/2020

O deputado Dilmar Dal’Bosco (DEM), líder do Governo na AL, já havia dito que, caso a PLC fosse mantida, o rombo da Previdência – que já havia reduzido de R$ 62 bilhões para R$ 28 bilhões após a reforma – chegaria a R$ 35 bilhões ao longo dos próximos 35 anos, o que é totalmente inviável aos cofres públicos.

 

RGA ao Judiciário

 

Ao vetar o pagamento de RGA aos servidores do Judiciário, o Governo do Estado apontou ser impedido pela Lei Complementar Federal nº 173/2020, que proíbe os Estados, municípios e União de conceder qualquer tipo de reajuste aos servidores públicos.

 

 Caso o Estado de Mato Grosso descumpra a lei, o Executivo será obrigado a devolver aos cofres do Governo Federal valor superior a R$ 1 bilhão.

 

 Além disso, o processo legislativo em que se pretenda conceder a revisão geral anual deve ser iniciado apenas pelo chefe do Poder Executivo, no caso o governador, conforme entendimento consolidado do Supremo Tribunal Federal. Portanto somente o governador poderá encaminhar lei propondo reajustes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Rondonópolis - MT
Atualizado às 19h42
28°
Muitas nuvens Máxima: 35° - Mínima: 22°
29°

Sensação

0.9 km/h

Vento

57.5%

Umidade

Fonte: Climatempo
Malay Hotel
Vieira
Liga gas roo 01
inexa 2
Adsense Sessão Política inexa
Municípios
Banner Sessão Esportes
Últimas notícias
Banner Sessão Entretenimento
Mais lidas
Banner lateral interna posição 4
Liga Gas Roo
Adsense lateral interna posição 5