Liga Gás topo
Prefeitura Rondonópolis
Campanha
RESPOSTA A RIVAIS

“Não irei revidar ataques, principalmente se for de baixo nível"

Coronel Fernanda diz estar acostumada a ataques de "velhos políticos" e alfinetou concorrentes

Raul Site Felix

Raul Site Felixwww.jornalmt.com.br | www.anoiteafora.com.br é um portal sobre notícias entretenimentos. O empreendimento surgiu de uma ideia do diretor (Raul Félix) no ano 2010, de se fazer um portal sobre notícias, entretenimento, lazer, cultura, Enquetes, Política, Educação, Economia, Esportes, Polícia, Saúde, festas, bares, casas de shows, restaurantes e eventos. E principalmente que contando com a colaboração de todos os visitantes expondo suas opiniões.

01/10/2020 15h20
Por: Raul Site Félix
Fonte: https://www.midianews.com.br

Alvo de ataque dos adversários, que a acusam de não ter propostas e apenas se “escorar” na imagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a candidata ao Senado tenente-coronel Rúbia Fernanda (Patriota) afirmou, nesta quarta-feira (30), que não irá rebaixar o nível da campanha ou bater boca com os demais postulantes ao cargo.

 

A declaração da candidata foi feita após ser chamada de “poste” pelo ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e criticada pelo candidato do Avante, o advogado Euclides Ribeiro (leia AQUI), que a acusou de usar a imagem do presidente para se promover.

 

Única mulher a concorrer ao cargo e com uma carreira de 24 anos na Polícia Militar, ela que disse que já está acostumada com a postura adotada pelos concorrentes.

 

“Desde o início da campanha para o Senado venho sendo a pessoa mais atacada pelos meus adversários. Confesso que já estou acostumada a ataques feitos por pessoas da ‘velha política’ ou por novos políticos acostumados as velhas práticas, que ao invés de apresentar suas propostas ficam agredindo aos outros candidatos”, afirmou.

 

 

Confesso que já estou acostumada a ataques feitos por pessoas da ‘velha política’ ou por novos políticos acostumados as velhas práticas, que ao invés de apresentar suas propostas ficam agredindo aos outros candidatos

“Não irei revidar com ataques, principalmente se for de baixo nível”, completou.

 

A mais velha de três irmãos, a coronel Fernanda relembrou sua trajetória de vida e na PM, afirmando ser uma das pioneiras na academia e ter enfrentado preconceito de gênero e limitações para permanecer no curso, por ser mãe de um menino de dois anos, uma vez que, até então, a inclusão feminina na corporação era muito restrita.

 

“Muito cedo aprendi o que era lutar para sobreviver. Perdi meu pai quando tinha 11 anos, comecei a trabalhar aos 12 para ajudar a manter a minha família. Vivi em uma casa simples somente com sala, banheiro e cozinha, não tinha nem quarto para todo mundo. Nunca me fiz de coitadinha e sempre encarei os desafios da vida de frente”, relembrou.

 

A candidata ainda ressaltou nunca teve o intuito de entrar para a política, se lançando ao projeto após ser convidada pelo presidente, razão pela qual se apresenta como uma “soldado de Bolsonaro” desde o início de sua pré-campanha.

 

“Nunca pensei em entrar para a política, mas um dia estava em casa quando recebi uma ligação do presidente Jair Bolsonaro falando que tinha analisado o meu currículo e me convocou para ser candidata ao Senado por Mato Grosso. Como boa militar, missão que me é dada considero uma missão cumprida”, afirmou.

 

Bandeira

 

 

Os eleitores devem verificar se o candidato já foi preso pela Polícia Federal por recebimento de propina, se é acostumado a fazer campanha com dinheiro de empresas investigadas na Lava Jato

A coronel reforçou sua formação profissional – ela é graduada em Direito e possui cinco especializações no currículo – e ressaltou ter como uma de suas principais bandeiras apoiar o Projeto de Lei 72/2019, que estabelece regras na Lei de Lavagem de Dinheiro para partidos políticos, o famoso “caixa dois”.

 

A proposta, segundo a candidata, ajuda a acabar com o “vício da velha política” e obriga os candidatos a manter registro de todas as transações financeiras e ainda prestar informações ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre suas finanças.

 

“Com isso, eu espero evitar que atividades desenvolvidas pelos partidos políticos, muitas vezes, possam servir para ocultar, dissimular e utilizar recursos financeiros advindos de práticas criminosas, principalmente durante as campanhas eleitorais, quando muitos candidatos oferecem estrutura financeira para apoiar outros partidos em troca de voto”, disse.

 

A oficial da PM ainda alfinetou alguns dos adversários – sem citar nomes -, afirmando que cabe aos eleitores conhecer bem cada um dos postulantes e verificar, principalmente, o passado de cada um.

 

“Os eleitores devem verificar se o candidato já foi preso pela Polícia Federal por recebimento de propina, se é acostumado a fazer campanha com dinheiro de empresas investigadas na Lava Jato, se já foi delatado em processos de corrupção,  se já foi acusado de roubar dinheiro de órgãos públicos, como na Educação, por exemplo”, disparou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Rondonópolis - MT
Atualizado às 06h29
23°
Pancada de chuva Máxima: 32° - Mínima: 23°
23°

Sensação

7.4 km/h

Vento

69.6%

Umidade

Fonte: Climatempo
Achocolatado
Liga gas roo 01
inexa 2
Vieira
Adsense Sessão Política
Municípios
Banner Sessão Esportes
Últimas notícias
Banner Sessão Entretenimento
Mais lidas
Liga Gas Roo
Banner lateral interna posição 4
Adsense lateral interna posição 5