Liga Gás topo
Prefeitura Rondonópolis
Campanha
MORTE DE ISABELE

Roupas deixadas na casa de vizinha tinham sangue, conclui perícia Vestimentas foram localizadas no dia seguinte à tragédia e entregues à Polícia Civil

Ela encontrou as vestimentas quando arrumava sua casa no dia seguinte. A mulher é mãe do namorado de uma das irmãs da jovem que atirou em Isabele.

Raul Site Felix

Raul Site Felixwww.jornalmt.com.br | www.anoiteafora.com.br é um portal sobre notícias entretenimentos. O empreendimento surgiu de uma ideia do diretor (Raul Félix) no ano 2010, de se fazer um portal sobre notícias, entretenimento, lazer, cultura, Enquetes, Política, Educação, Economia, Esportes, Polícia, Saúde, festas, bares, casas de shows, restaurantes e eventos. E principalmente que contando com a colaboração de todos os visitantes expondo suas opiniões.

19/08/2020 14h09Atualizado há 1 mês
Por: Raul Site Félix

Um exame realizado pela Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) em roupas encontradas na casa de uma vizinha da residência onde Isabele Ramos morreu detectou presença de sangue nas vestimentas.

 

Isabele, de 14 anos, foi atingida no dia 12 de julho, com um tiro no rosto disparado por uma arma que estava sendo segurada pela amiga. O caso aconteceu no condomínio Alphaville.

 

As peças de roupa - usadas por pessoas que estavam na casa onde ocorreu a tragédia - foram entregues por uma vizinha da garota à Polícia Civil dias após a morte da adolescente. 

 

Ela encontrou as vestimentas quando arrumava sua casa no dia seguinte. A mulher é mãe do namorado de uma das irmãs da jovem que atirou em Isabele.

 

Reprodução

Peças de roupa - Cestari

Peças de roupas analisadas pela Politec

Conforme o exame pericial, ao qual o MidiaNews teve acesso, foram entregues três vestimentas – um cropped de cor branca, uma blusa de cor preta e uma saia vinho. Em duas dessas peças foram encontrados vestígios de sangue.

 

“Amostras colhidas de uma das manchas pardo-amarronzadas da blusa descrita em ‘A’ [top branco] e de uma porção posterior da barra da saia descrita em ‘C’ [saia vinho] apresentaram resultado positivo para a presença de sangue humano”, diz o laudo.

 

As peças de roupas foram deixadas na casa vizinha da adolescente no dia do crime. Segundo depoimento à Polícia Civil, ela encontrou as vestimentas dias após o caso, porque seu filho chamou a adolescente que atirou e a irmã para irem à casa dele após o episódio. 

 

“A casa dos Cestari [onde ocorreu o disparo] se encheu de gente, de policiais, logo após a morte da adolescente. Com isso, ele [o garoto] chamou a namorada e a irmã para irem para casa dele e lá elas tomaram banho. As roupas da adolescente que atirou ficaram lá”, disse uma fonte ao MidiaNews.

 

O caso

 

Isabele Ramos foi atingida com um tiro no rosto, por uma arma que estava sendo segurada pela amiga. A perícia de necropsia, produzida pelo Instituto de Medicina Legal (IML), apontou que o disparo foi realizado no rosto da adolescente, a curta distância, e causou traumatismo crânio-encefálico.   

 

À Polícia, a adolescente que atirou disse que foi em busca da amiga no banheiro do seu quarto levando em mãos duas armas.

 

Em determinado momento, as armas, que estavam em um case, caíram no chão. “A declarante abaixou para pegar os objetos, tendo empunhado uma das armas com a mão direita e equilibrado a outra com a mão esquerda em cima do case que estava aberto", revelou a menor em depoimento.

 

Reprodução

Roupas - Cestari

 

 

 
 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Rondonópolis - MT
Atualizado às 16h21
33°
Muitas nuvens Máxima: 33° - Mínima: 22°
32°

Sensação

5.6 km/h

Vento

27.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
Achocolatado
Adsense Sessão Política
inexa 2
Liga gas roo 01
Vieira
Municípios
Banner Sessão Esportes
Últimas notícias
Banner Sessão Entretenimento
Mais lidas
Liga Gas Roo
Banner lateral interna posição 4
Adsense lateral interna posição 5